Sobre o Bazar La Boutique

Cof cof… tira as teias de aranha do caminho… E aí, gatinhas angorás, lembram que nós ainda existimos? Depois de um pequeno período no limbo, resolvemos tirar o blog do marasmo e vir aqui postar alguma coisa. Ok que tem um delay aí imenso, mas tá valendo, né? Viemos aqui dar nossas impressões sobre o Bazar La Boutique.

Marina
Olha, eu achei bem mais organizado que o passado! Assim, algumas lojas fizeram um esqueminha de “fechar” a loja pra não ficar hiperlotado, pra controlar a entrada do público e isso ajudou bastante na hora de sobreviver e respirar.


O que eu não curti muito foi muitas lojas com roupas espalhadas no chão e tudo… pra você achar algo você tinha que ter muita paciência no meio da bagunça. A variedade de lojas era realmente grande, muita coisa boa, muitas tentações, só senti falta da loja da Mary Kay, que tinha no bazar passado.
Assim, algumas lojas, mesmo sendo “bazar” não eram baratas para serem dignas pra dizermos que estavam em um bazar de fato. Fiquei muito satisfeita no geral. Comprei algumas coisinhas e senti a economia no meu ser (dá muito orgulho de mim nessas horas), mas fui disposta a entrar realmente na guerra porque ali é salve-se quem puder de fato! Curti muito, tudo que eu comprei veio em perfeito estado. Pretendo ir sempre e sempre, mas, pra isso, tenho que descansar bem na noite anterior e estar bem disposta porque é uma maratona! Mas vale a pena 😉

Maisa
Olha, quando eu subi a ladeira da morte pra chegar no local e vi que estava o maior engarrafamento, já preparei minha alma e meu corpo pro que eu ia enfrentar. Nós resolvemos ir na quinta-feira (dia 20) logo depois do almoço e eu não tinha muitas esperanças de que ia ser fácil chegar naquele oásis da promoção no meio do deserto dos preços abusivos (ok, parei).
De fato, quando cheguei e vi a variedade de marcas ali, fiquei bem feliz e pensando em fazer bons negócios. Passamos por todos os stands e a idéia geral que tive foi de que tinha três segmentos: o seguimento das marcas que entraram no clima e estavam de promoção, com roupas/acessórios realmente bons; marcas que estavam de promocão, mas os produtos escolhidos não eram legais; marcas que não estavam de promoção. Acho que eu sou um pouco crítica com as compras que faço, porque só levo aquilo que realmente me agrada e dá vontade de comprar, nunca compro uma peça que não me cative totalmente.

Achei muito válido participar do bazar, mas comprei pouquinhas coisas, apesar de ter adorado vivenciar uma tarde de selvageria feminina, porque vou te contar, viu, a mulherada estava louca e é preciso paciência pra revirar aquele monte de roupa no chão pra achar uma peça que você goste muito!
Só deixo registrado aqui que, na pressa, levei um macacão sem conferir e quando cheguei em casa percebi que ele estava todo cheio de furos. Entrei em contato com a marca (não vem ao caso citá-la) e achei o retorno muito ruim. Não se ofereceram pra trocar (porque era uma peça de promoção, mas apresentava defeito), pra consertar ou qualquer coisa do tipo, foram categóricos em deletar do mural deles no Facebook o que eu tinha escrito e me responderam com uma mera mensagem no inbox. Abandonei essa marca e não piso mais na loja… pagaria o dobro e um pouquinho mais se fosse um atendimento cuidadoso e se a loja tivesse mostrado um pouquinho de zelo pelos clientes, né? Mas acontece!

Vocês foram? Deixem as impressões de vocês aí nos comentários pra ajudar a dar um feedback pra organização e eles sempre montarem um bazar melhor que o outro. Esperamos o próximo ansiosamente, hahahaha 😉

Vestuário Masculino

O assunto agora é sério. Seríssimo. Um alerta, apelo, um grito desesperado: o vestuário masculino. Ou melhor: os erros no vestuário masculino. Ok que nós mulheres temos o gene da vaidade, mas ser homem não é desculpa pra não ser vaidoso ou, no mínimo, preocupado. Não somos gurus da moda mas pelo que entendemos de “bom senso” algumas escolhas masculinas nos preocupam bastante.

Vamos à lista:
1. Blusa listrada + bermuda xadrez
Quem foi que falou que isso é bonito? Não é nem harmônico aos olhos. São listras demais e bom senso de menos. Sério, não dá. Ou é uma coisa ou outra, os dois juntos NEM PENSAR.  (imagem12)

2. Sunga branca
Convenhamos: sunga não fica bem em todos os homens. Sunga branca não fica bem em nenhum. É brega e dá nojo. (imagem)

3. Sapato social + meia esporte
Não preciso nem dizer que misturou os estilos né, amigas? Tá escrito. Está bem na cara que não ia ficar legal e, mais especificamente, muito triste, um horror. Ficamos combinados assim: Sapato social com meia social (aquelas mais fininhas).

4. Tamanho errado de blusa
Tem homem que veste G e teima em usar blusa P pra dar aquele efeito ilusório de “apertadinha nos braços”, sinônimo (para eles) de músculos torneados. Eu me recuso a fazer mais comentários sobre isso. Triste, muito triste. De dar dó.

5. Blusa com muitos desenhos, detalhes, pinturas
Você não é uma alegoria de carnaval, ok? Você é um homem, XY! Dá desgosto de ver um homem com uma blusa cheia de informação. Poluição visual.. NOT!

6. Blusa com o nome da marca bem grande
Ao menos que se trate de um garoto propaganda, ninguém precisa saber qual a marca da sua roupa assim tão deliberadamente.

7. Bermuda jeans
A versão piorada desse item (acredite que pode piorar) é quando o XY pendura a chave do carro na bermuda. Sem comentários.

8. Calça colada
A menos que você queira ser uma nova versão do Zezé di Camargo, calça colada não rola. Ninguém quer ver suas pernas marcadas na calça… Não mesmo.  (imagem)

9. Blusa social desabotoada até o peito
Não, ninguém, definitivamente NINGUÉM quer ver os pêlos do seu peitoral. Por favor, poupe-nos dessa visão e abotoe direitinho a camisa, ok?

10. Não é vestuário mas eu precisava falar: Corte de cabelo estilo Neymar
Você não é um galo campina, então corte seu cabelo feito gente normal. Nem o Caio Castro ficaria bonito com esse corte de cabelo.. E olha que ele não precisa nem se esforçar pra ser lindo. Até com uma melancia na cabeça ele é a coisa mais linda do mundo.  (imagem)

11. Regata
Quem foi que disse que essa exibição física é uma coisa apreciável? É algum tipo de autoafirmação? Porque não tem outra explicação para o uso da mesma. Regata só é permitido em micareta e academia porque não tem outro jeito. Não tem explicação pra homens vestidos dessa forma no dia a dia ou numa festa (top trash). Não dá. Tem como piorar? Tem sim. Se a regata for colada. Aí não dá, é atestado de breguice. Peço minhas contas, juro!

E aí, meninas, vocês concordam? E o que mais vocês desaprovam dos homens, ein?